Bruno Martins

Eleito pelos cidadãos à Assembleia Municipal

A tua participação não se pode esgotar no voto,

A tua participação não se pode esgotar no voto, mesmo que confies plenamente na aplicação de um programa da força que ganha umas eleições.
Já olhaste bem para a situação de Évora? Bem sei que o regime autárquico vigente é muito presidencialista, mas um presidente não governa um município.
Em Évora temos um um Presidente de Câmara cuja coligação partidária que representa tem apenas 28,5% de representação no órgão executivo (Câmara Municipal) [2 eleitos em 7] e que no órgão deliberativo (Assembleia Municipal) tem apenas 24,2% de representação [8 eleitos em 33].
Os munícipes de Évora não podem ter qualquer confiança que o programa que a CDU levou a sufrágio será aplicado perante este cenário.
Posto isto, há dois cenários:
1) ir governando, procurando encontrar alianças pontuais, tentando aplicar um programa de governação que é minoritário, sem qualquer perspectiva;
2) encontrar uma solução de entendimento a longo termo (para todo o mandato) que crie um novo programa de governação municipal.

Como cidadão não espero que se brinque com o fogo, mas sim que muito em breve seja apresentado um programa de governação para os 4 anos com a descrição clara de quem o suporta.
Só assim poderemos ter todos confiança que não haverá, a qualquer momento, um truque de uma qualquer força política para tentar ir a eleições mais cedo do que o previsto.
A situação é séria. Bem sei que as eleições já passaram, mas os cidadãos devem estar atentos e exigentes todos os dias.
Bem, aqui fica a reflexão de Domingo.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

O QUE PROPOMOS

  • Transparência
  • Proximidade
  • Liberdade de opinião
  • Legalidade

A AUTARQUIA EXPRESSA EM VEREADORES

gsdffsfdfdsfdsf

Este é o teu espaço, USA-O

Um esforço do colectivo do BLOCO DE ESQUERDA para levar até ao municipe a verdadeira informação.
UA-205738705-1 G-3K1BMBP87Y